terça-feira, 15 de julho de 2008

O PODER LEGISLATIVO - 1837 AOS DIAS ATUAIS

Nasceu em Ouro Preto, em 1803 e chegou a Uberaba, em 1835.
No mesmo ano, tornou-se sócio do Ten. Cel. Barcelos, mas desfez-se da sociedade e fundou novo estabelecimento comercial no Largo da Matriz, canto da Rua São Sebastião.
Exerceu os cargos de: subdelegado, delegado de polícia, vereador, Juiz Municipal Suplente e Juiz de Paz (leigo).
Deu continuidade às obras da reforma da Igreja da Matriz, da qual foi zelador e, em 1856, autorizou a construção do Cemitério São Miguel, desvinculado da matriz.
Durante sua gestão, o Coronel Borges Sampaio e o professor Manoel Terra começaram a atuar politicamente no município. A Câmara Municipal, ao solicitar ao Governo que a vila fosse elevada à categoria de cidade, fundamentou-se em recenseamento feito por Sampaio. Em 2 de maio de 1856, Uberaba, com aproximadamente dois mil habitantes no espaço urbano, teve a permissão, para tornar-se cidade, de acordo com a lei provincial nº 759. No mesmo ano, a antiga igreja de Santo Antônio e São Sebastião foi demolida, permanecendo no local, o Cemitério São Miguel.
Politicamente, havia muitas disputas entre os políticos liberais e os conservadores que resultavam em ameaças, graves desavenças e no fechamento de escolas. O episódio mais comentado da época foi uma discussão entre, Antônio Elói Cassimiro de Araújo, o Barão da Ponte Alta (Partido Liberal) e o Coronel José Teixeira Alves de Oliveira, (Partido Conservador).
Faleceu em Poços de Caldas, em 1886.


Nenhum comentário: