terça-feira, 2 de setembro de 2008

UBERABA E O PODER LEGISLATIVO - DE 1837 AOS DIAS ATUAIS

Durante sua gestão ocorre, pela Associação abolicionista, a edição das cartas de liberdade aos escravos.

Pedro Floro era comerciante e, no final de seu mandato, em 1887, a região de Uberaba deixou de ser conhecida como Sertão da Farinha Podre devido à chegada da Companhia Mojiana e ao progresso que ela trouxe. Diversas estradas de rodagem ligando os povoados e os municípios foram construídas, a linha telegráfica atravessou a margem direita do Rio Grande, percorrendo a região, já conhecida como Triângulo Mineiro, chegando até o Paranaíba, numa distância de 400 quilômetros. Até os nomes de órgãos da imprensa, como os jornais Ecos do Sertão e O Paranaíba foram substituídos por O Triângulo.

Nessa época, o Porto de Ponte Alta encurtava a distância entre o mercado consumidor de Mato Grosso (hoje, Mato Grosso do Sul) e a região produtora de São Paulo e Santos, pois a cidade funcionava como um “entreposto comercial” de gêneros alimentícios e outros produtos que aqui chegavam em carros de bois e tropas de mulas. No ano de 1884, surgiu na cidade uma empresa fluvial para o comércio de sal, adquirido em Santos e transportado até o Rio Pardo pelas companhias Paulista de Estrada de Ferro e Inglesa e em embarcações até o Porto da Espinha, onde ficava armazenado.

Em 1889 os trilhos da Mojiana por aqui se estabeleceram e incrementaram as atividades comerciais no município.

Nenhum comentário: