quinta-feira, 26 de março de 2009

UBERABA E O PODER LEGISLATIVO - 1837 AOS DIAS ATUAIS

Político, administrador, engenheiro agrônomo, formado pelo Instituto Zootécnico de Uberaba, professor, jornalista e historiador. Observou e pesquisou com espírito científico como a região se desenvolvia. Suas obras históricas são, ainda hoje, importantes fontes de pesquisa sobre o município. Utilizava métodos pedagógicos próprios e, como jornalista, colaborou com vários jornais do interior e das capitais. Presidiu a Câmara e ocupou o cargo de Agente Executivo duas vezes. Em 1912, época em que substituiu Phillipe Ache, a Escola da Fazenda Modelo foi inaugurada.
Solicitou empréstimo para executar um plano de desenvolvimento da cidade, mas por manobra política de Caldeira Júnior – um dos proprietários da empresa Força e Luz – foi impedido de realizá-lo. Reeleito, renunciou ao cargo por conta dessa manobra e foi substituído por Silvino, outro sócio da Força e Luz.
Criou o “Club Separatista” com o objetivo de tornar o Triângulo um estado independente (1906). O movimento chamou a atenção do governo federal e trouxe melhorias para a cidade: pontes, estrada de ferro, grupo escolar, agência bancária e a volta do Batalhão de Polícia.
Durante seu mandato:
- realizou o calçamento das ruas de Uberaba.
- levantou a estatística do município.
- planejou o desenvolvimento da cidade, prevendo a compra e a ampliação da potência da empresa Força e Luz.

Nenhum comentário: