quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

UBERABA E O PODER EXECUTIVO - 1837 AOS DIAS ATUAIS

            Nasceu em Uberaba, em 1915, filho de Afonso de Oliveira Teixeira e Zulmira de Castro Melo. Cursou até o segundo ano de Medicina, no Rio de Janeiro, retornou a Uberaba e trabalhou no Cartório de Registro de Imóveis da família, antes de se dedicar às atividades agropecuárias. Foi Presidente do Uberaba Tênis Clube e do Uberaba Sport Club e, em 1953, foi o responsável pela instalação dos refletores do Estádio Boulanger Pucci.
            Prefeito por duas vezes (1955-1959 e 1963-1967), em seu primeiro mandato, em 1956, na comemoração de seu centenário, Uberaba recebeu do então Presidente da República, Juscelino Kubitschek uma verba de 5 milhões de cruzeiros, investidos na construção e na manutenção de escolas, hospitais e creches.
Em sua homenagem, uma das escolas da rede municipal, localizada no bairro Uberaba I, foi denominada Escola Municipal “Artur de Melo Teixeira”.
Faleceu em 9 de novembro de 1985.
            Durante sua gestão:
- as praças: Rui Barbosa, Santa Teresinha, Carlos Gomes e Afonso Teixeira foram remodeladas;
- a Fundação Artur de Melo Teixeira, cuja finalidade era administrar a Santa Casa de Misericórdia foi criada;
- inaugurou-se, por intermédio da Fundação, o Hospital Queridinha Bias Fortes e instalou-se o serviço de Pronto Socorro Municipal;
            - os professores municipais foram isentos do pagamento de impostos;
- transferiu-se o controle estadual do Serviço de Água e Esgoto para o setor administrativo do município, com sede instalada provisoriamente na Prefeitura Municipal de Uberaba. Para isso, a municipalidade teve que assinar uma nota promissória no valor de 5 milhões de cruzeiros, descontados na arrecadação municipal (1955);
- a Companhia de Águas de Uberaba – atual Centro de Operações de Águas de Uberaba (CODAU) – foi criada como empresa de economia mista, ampliando a capacidade de captação e de distribuição do abastecimento de água na cidade; (1966).[1]



[1] Na época, o município tinha aproximadamente 100 mil habitantes e a companhia foi concebida para abastecer uma população de mais de 200 mil, número que Uberaba só atingiria vinte anos mais tarde. Foram realizadas nove mil ligações residenciais, correspondentes ao consumo de 40 mil metros cúbicos por dia.

Nenhum comentário: