terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Assassinato, escravidão, crendices e acusações de bruxaria contra as mulheres em Uberaba foram notícias em 5 jornais dos EUA em 1875

Um crime ocorrido no ano de 1875 em Uberaba foi noticiado em pelo menos cinco jornais dos Estados Unidos naquela época. Tratava-se de um famoso assassino conhecido como Quarentinha, que queria se vingar de uma escrava negra da qual a acusava de bruxaria. Confira na íntegra, a tradução do que dizia a matéria sobre o crime:


"O célebre assassino conhecido como Quarentinha, que por muitos anos foi o terror de Uberaba no Brasil, acabou sucumbindo às mãos de um mero jovem.

Um membro da família de Quarentinha sofria com uma doença vulgarmente conhecida como "fogo selvagem”. A ele foi dito que tal doença foi causada por um feitiço de uma escrava negra de um vizinho.

Para capturar a negra, carregá-la para sua casa e açoitá-la para então a queimar viva, foi para Quarentinha um trabalho de poucas horas. O senhor da negra se encaminhou para a cena do crime, acompanhado de um individuo para implorar pela vida da mulher. Quarentinha respondeu que a queimaria, pois ela era uma bruxa.

 Contrário ao seu costume de regressar a casa, o assassino deu as costas para os visitantes. O jovem que acompanhava o senhor dono da escrava, aproveitou-se da oportunidade, adiantou-se contra o assassino e o apunhalou duas vezes com uma adaga e, subsequentemente, o matou com uma espingarda".

Toda a cena de sangue e vingança acabou-se em um minuto".


* Estas fontes foram encontradas por André Borges Lopes 

Nenhum comentário: