quinta-feira, 21 de julho de 2016

Uberaba, Uberlândia e Araguari são destaques do Triângulo Mineiro no Programa Brasil Visto de Cima da Globosat


A região do Triângulo Mineiro é famosa pelo Brasil afora por sua diversidade, pujança e patrimônio cultural e natural. O programa "Brasil Visto de Cima" da GloboSat dedicou a apresentar o Triângulo Mineiro, há destaque para Uberaba, com suas riquezas arquitetônicas, naturais, econômicas e culturais. 



Cena do documentário "Brasil Visto de Cima" da Rede Globo


Sobre a Terceira Temporada do "Brasil Visto de Cima":


A terceira temporada de "Brasil Visto de Cima" começa com novidades. A locução passa a ser feita por Caio Blat. O ator, que também deu voz ao programa "Mundo seu", guia o telespectador através de imagens aéreas. Dessa vez, a atração passeia pelas regiões Sudeste, Norte e Centro-Oeste do país. Ângulos inusitados trazem uma nova perspectiva sobre praias, florestas, serras, campos, estradas e diversos cartões postais, do Maracanã à Esplanada dos Ministérios. A terceira temporada teve início no dia 7 de março, às 21h e será apresentada semanalmente.


O primeiro episódio será na capital do país. O diretor de fotografia de "Brasil Visto de Cima", Diego Gomes, destacou as construções de Brasília, mas também outras belezas da cidade planejada, como os lagos Paranoá e Santa Maria. "A Catedral e a Esplanada dos Ministérios eram cartões-postais que a gente já esperava ver. Uma surpresa foi o estádio Mané Garrincha, que está todo reformado. Mas fora do comum, o Lago Santa Maria nos chamou a atenção pelas cores da água. Já o Lago Paranoá é represado por uma usina hidrelétrica, e em torno de toda a orla, há uma grande quantidade de prédios de instituições religiosas", explicou Diego.



Para os novos episódios de "Brasil Visto de Cima", a equipe gravou por 22 dias, num total de 80 horas de voo. Os destinos que sucedem Brasília são a Serra do Cipó, em Minas Gerais - que será desvendada em toda sua extensão em dois episódios -, o Vale do Paraíba e a Região Sul do estado mineiro. Outros destaques serão, também, a perspectiva olímpica da Cidade Maravilhosa, o Pantanal, a Chapada dos Guimarães, a dos Veadeiros, o Triângulo Mineiro e as praias do Espírito Santo.


Fonte: Globosat


Adaptações no texto: Thiago Riccioppo - Superintendência do Arquivo Público de Uberaba

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Diálogos entre o deputado Fidélis Reis e o físico Albert Einstein através de cartas


Em 14 de março de 1930, o jornal uberabense Lavoura e Comércio anunciava o aniversário do célebre físico alemão Albert Einstein. Naquela ocasião, o jornal reproduziu a íntegra de uma carta do então deputado Federal Fidélis Reis enviada a Einstein anos antes. Em seguida, traz a carta de resposta do físico alemão ao deputado de Uberaba.

O deputado Fidélis Reis foi autor da “Lei Fidélis Reis” de 1927, que dava diretrizes ao Ensino Profissional no Brasil. Por meio desta lei foi edificado em Uberaba o Liceu de Artes e Ofícios, atual sede do Centro de Cultura José Maria Barra e entorno da Escola Profissional Fidélis Reis do Senai e a Fiemg.


Veja que interessante o conteúdo destas cartas:


Para saber mais sobre parte da trajetória política do Deputado Fidélis Reis, leia a dissertação de Mestrado defendida na Universidade Federal de Uberlândia pelo historiador Thiago Riccioppo, pesquisador da Superintendência do Arquivo Público e Gerente Executivo do Museu do Zebu. Clique aqui!