terça-feira, 29 de agosto de 2017

Artigo: DA PRESERVAÇÃO DIGITAL AO ACESSO À INFORMAÇÃO: uma breve revisão


Por Daniel Flores e Henrique Machado dos Santos* 

Resumo: O constante aumento de documentos digitais vem impulsionando as práticas de preservação em longo prazo. No entanto, a literatura técnica concentra-se em preservar a autenticidade dos registros, e por vezes, há pouco aprofundamento no que se refere a proporcionar condições de acesso aos usuários. Assim, realiza-se uma análise sobre as estratégias de preservação digital com ênfase na perspectiva de acesso aos usuários. O método utilizado consiste no levantamento bibliográfico de materiais previamente publicados, dentre estes: livros, teses, dissertações e artigos científicos recuperados pela ferramenta de pesquisa Google Scholar. Desta forma, obtém-se uma revisão dos métodos de preservação digital que realça sua aplicabilidade e aponta as dificuldades de acesso pertinentes ao usuário.

Palavras-chave: Acesso à informação; Documentos digitais; Preservação digital; Usuário






* Henrique Machado dos Santos - mestrando do Programa de Pós-Graduação Profissional em Patrimônio Cultural da UFSM e integrante dos grupos de pesquisa CNPq-UFSM: Gestão Eletrônica de Documentos Arquivísticos (GED/A) e Patrimônio Documental Arquivístico (PDA). 

* Daniel Flores - Doutor pela Doutor em Documentação pela USal, concluiu o Doutorado em "Metodologías y Líneas de Investigación en Biblioteconomía y Documentación" - Universidad de Salamanca/España.  Docente do Curso de Arquivologia da UFSM. Docente do Mestrado Prof. em Patrimônio Cultural/UFSM Lider do Grupo de Pesquisa CNPQ: Patrimônio Documental Arquivístico Lider do Grupo de Pesquisa CNPQ: GED-Gestão Eletrônica de Documentos Arquivísticos Coordenador do Laboratório de Documentos Digitais/LDD e de Preservação Digital/LPD/CCSH Membro Presencial da CTDE - Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos do CONARQ.

Nenhum comentário: