segunda-feira, 19 de março de 2012

UBERABA E O PODER EXECUTIVO - DE 1837 AOS DIAS ATUAIS


                Nasceu em Uberaba, no dia 8 de outubro de 1918, filho de Randolfo Borges de Araújo e Floripes Oliveira Borges. Formou-se em Medicina, pela Universidade do Brasil, atual UFRJ, em 1944, e atuou nas áreas de Cardiologia e Clínica Geral. Participou da fundação da Usina de Delta e do Instituto Médico Legal de Uberaba e foi , em 1953, um dos fundadores da Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro, onde atuou como professor e diretor. Também atuou no ramo da pecuária zebuína e, além de criador, ocupou diversos cargos na Sociedade Rural do Triângulo Mineiro e na ABCZ, na qual idealizou leilões de gado, aos domingos.
                Elegeu-se vereador em 1962, pela União Democrática Nacional (UDN), com 1117 votos, e presidiu a Câmara Municipal, de 1963 a 1966, ano em que foi eleito vice-prefeito de João Guido, pela Aliança Renovadora Nacional (ARENA). Com a renúncia de Guido para concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados, governou a cidade de maio de 1970 a janeiro de 1971. Candidatou-se a vice em 1972 e em 1982, mas, não eleito, retornou às suas atividades relacionadas à medicina e à pecuária.
                Faleceu em 10 de junho de 1993.
                Durante sua gestão:
              - a área onde futuramente seria instalado o Distrito Industrial 1 (DI-1) recebeu terraplanagem;
              - foi regulamentada, por meio do Decreto nº247, a Bolsa de Publicações do Município de Uberaba, a cargo da Academia de Letras do Triângulo Mineiro (ALTM), para a edição de livros e monografias cujo tema principal fosse Uberaba e região;
              - foram realizadas obras nas praças Rui Barbosa e São Judas Tadeu;

quinta-feira, 8 de março de 2012

08 de MARÇO - DIA INTERNACIONAL DA MULHER


Cíntia Gomide Tosta
O dia Internacional da mulher é uma data oficializada pela Organização das Nações Unidas – ONU, em 1975. Sua origem está associada à luta por direitos trabalhistas de operárias americanas, em Nova Yorque, e ao II Congresso Internacional das Mulheres Socialistas, ocorrido na Dinamarca, em 1910. Segundo alguns pesquisadores, nesse Congresso, a data de 08 de março foi escolhida como marco das lutas e conquistas femininas.
No Brasil, as mulheres passaram a ter direitos políticos, como o voto, na reforma constitucional de 1932, no governo de Getúlio Vargas. Em setembro de 2006, na gestão do então Presidente Luiz Ignácio Lula da Silva, entrou em vigor a Lei Maria da Penha em defesa da luta contra a violência doméstica sofrida pela mulher.
O APU homenageia as mulheres, nas figuras históricas de duas pioneiras no trabalho pela formação e desenvolvimento da jovem Uberaba: Dona Eufrásia Gonçalves Pimenta, que, em 1815, fundou a primeira escola de instrução primária particular, para as jovens uberabenses, cujo currículo escolar era composto de conteúdos como leitura, bordado, “teçumes” (PONTES, 1992) e D. Francisca Angélica Teixeira Junqueira, que, em 1856, foi referência de trabalho voluntário na construção do Cemitério são Miguel e, em 1859, benemérita na edificação da Santa Casa de Misericórdia (PONTES, op. cit)

Referências:
PONTES, Hildebrando de Araújo. Vida, Casos e Perfis. Uberaba: Arquivo Público de Uberaba, 1992.
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/dia-internacional-da-mulher/dia-internacional-da-mulher-1.php