Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2015

Filmes Brasileiros: Porto das Caixas, de Paulo César Saraceni

Imagem
Por Guido Bilharinho Cinema é mostrar (revelando) como os seres humanos comportam-se, agem e relacionam-se uns com os outros e como e por que comportamento, ação e relacionamento alteram-se ou alternam-se. Tudo isso, numa só obra, de uma vez ou apenas um ou alguns desses elementos, elegidos, destacados ou enfatizados no ou do contexto em que se situam e no qual se processam. O artista é livre para escolher ou optar como lhe aprouver por qualquer dessas variantes e possíveis outras. A questão crucial, no caso, consiste e resume-se na maneira de fazê-lo. No filme Porto das Caixas (1962), Paulo César Saraceni (Rio de Janeiro/RJ, 1933-2012) focaliza o relacionamento de um casal a partir de sua visceral incompatibilidade. Paulo César Saraceni, diretor do filme Porto das Caixas, de 1962. Muita tinta correu e correrá e muitas obras foram e serão escritas sobre o tema. Poucas, porém, tiveram (uma delas, a notável peça A Dança da Morte , 1901, de Strindbe

Superintendência do Arquivo Público de Uberaba desenvolve projeto com as instituições de ensino

Imagem
A Superintendência de Arquivo Público de Uberaba desenvolve o projeto  “Ações Educativas” , que tem como objetivo viabilizar aos alunos das escolas municipais, estaduais, particulares o conhecimento da importância do acervo documental da história de Uberaba para a pesquisa. Com isso está divulgando a história do município aos alunos e também capacitando os professores para o conhecimento do acervo documental, a importância da Superintendência de Arquivo Público de Uberaba na preservação documental e na divulgação da história do município e região. No primeiro semestre do ano de 2015 foram atendidos 700 alunos do ensino fundamental das seguintes instituições: Escola Estadual Fidelis Reis; Escola Municipal Geni Chaves;   Escola Municipal Gastão Mesquita, Escola Particular Colégio Jean Christophe; Escola Particular Colégio Diocesano Marista; Escola particular Colégio Nossa Senhora das Dores. O Projeto Ações Educativas viabiliza o conhecimento da história de Uberab

Comissão Permanente de Avaliação de Documentos se reúne e estabelece decisões

Imagem
Em 16/06/2015, realizou-se na sede da Superintendência de Arquivo Público de Uberaba a segunda reunião do ano da Comissão Permanente de Avaliação de Documentos – CPAD, instituída pelo art. 4º, § 1º, III, da Lei nº 10.082, de 30/11/2006, regulamentada pelo Decreto 2349/2006, dando continuidade na otimização dos trabalhos de gestão de documentos em prol da racionalização dos espaços físicos e presteza na agilidade na recuperação dos documentos e informações. O objetivo da reunião consistiu em analisar as propostas de inclusão das séries documentais “Processo Administrativo de Imunidade Tributária” e “Expediente de Solicitação de Autorização de Uso de Equipamentos Culturais” , no Plano de Classificação e Tabela de Temporalidade, apresentadas pelas Comissões Setoriais Especializadas em Finanças e Cultura e Turismo.  Estiveram presentes a presidente da Comissão, Marta Zednik de Casanova, Júlio César Cândido, Chefe da Seção de Protocolo e Comunicação, Raquel Blancato, representando

Canal no Youtube do professor André Azevedo sobre Educação, Comunicação e Ciências Humanas

Imagem
Acompanhe o interessantíssimo canal do professor André Azevedo sobre Educação, Comunicação e Ciências Humanas. Os vídeos são concebidos para dialogar com estudantes universitários, alunos de ensino médio, jovens pesquisadores, professores e todas as pessoas criativas e curiosas, apaixonadas por novos conhecimentos e interessadas em conhecer o pensamento de autores provocativos. Atualmente o canal desenvolve a série Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa, para apresentar os conceitos fundamentais de Paulo Freire. Você pode se inscrever no canal, acessando o endereço: http://goo.gl/c8umi9 Os vídeos da série Pedagogia da Autonomia, de Paulo Freire, são publicados toda segunda-feira, às 10hs, e ficam disponíveis sempre de forma aberta e gratuita.   Como aperitivo, disponibilizamos o capítulo 1 - Não há Docência sem Discência - da  série Pedagogia da Autonomia, de Paulo Freire. Não perca! André Azevedo da Fonseca é doutor em

Filmes Brasileiros: CLARO, de Glauber Rocha

Imagem
Por Guido Bilharinho A trajetória artística e pessoal de Gláuber Rocha é conhecida por todos que se interessam pelo cinema brasileiro. Até 1969, ano em que realizou O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro , sua filmografia fundamentou-se, excetuado o filme Câncer, em problemática ora nordestina ora nacional, destacando-se artisticamente como uma das mais expressivas do cinema por força do vigor da narrativa, da criatividade formal e da clarividência temática. Após desenraizado de suas fontes primordiais, já que exilado na Europa, os filmes que fez carecem de melhores fundamentação e sistematização, conquanto autorais, condição de que não abdicou. A partir daí tais filmes não mais apresentam linha expositiva lógica e concatenada, mas, blocos fragmentados, no interior dos quais desenvolve-se sincopadamente o fio dramático. Montagens de cenas com o cineasta brasileiro Gláuber Rocha. Fonte: laparola.com.br Em Claro (1975) esse processo, iniciado em O Leão de