Postagens

Mostrando postagens de Março, 2018

Lançamento da Revista Memórias nº 3 e E-book

Imagem
A Superintendência do Arquivo Público de Uberaba o convida para o lançamento da Revista Memórias número 03 - Loja Maçônica Estrela Uberabense - Um Século de História, Lutas e Conquistas - 1918 a 2018 e o E-book História da Maçonaria em Uberaba.   Contamos com a honrosa presença de Vossa Senhoria! Em anexo, inserimos para vossa apreciação, o livro "HISTÓRICO DA MAÇONARIA EM UBERABA" por Inácio Ferreira.     Historico Maconaria Uberaba_integra by Superintendência do Arquivo Público de Uberaba on Scribd

UBERABA: ENTRE ÁGUA E TERRAS FÉRTEIS. Ingredientes necessários para iniciar uma povoação

Uberaba - Entre Águas e Terras Férteis by Tiago on Scribd

PMU homenageia mulheres no Dia Internacional da Mulher

Imagem
Secretarias Municipais promovem ações organizadas em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. A Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds) realiza um café da manhã no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) Morumbi com as mulheres funcionárias e usuárias da unidade. Segundo Cláudia Cristina, diretora do Departamento de Proteção Social Especial, a confraternização será a partir das 9h, e após haverá palestra educativa ministrada pela equipe psicossocial do Centro Integrado da Mulher (CIM), apresentando os serviços do município e políticas públicas para mulheres.   Já Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realiza palestras no Centro de Atendimento Integral à Saúde da Mulher (Caism), com solenidade com autoridades de Uberaba e apresentação de todos os programas do Caism na sala de espera, coleta de citologia, triagem e atendimento de mastologia e stands com todos os Programas da unidade. O objetivo é intensificar os cuidados em saúde da mulher e apresentar os serviços e prog

DOCUMENTO EM DESTAQUE: A RESISTÊNCIA DA MULHER NEGRA - SÉCULO XIX

Imagem
Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8 de Março, a Superintendência do Arquivo Público de Uberaba, analisa o documento pertencente ao seu acervo, referente à 1º Vara Criminal de Uberaba do ano de 1886. O documento refere-se a uma mulher negra, escrava, que ousou denunciar o poderoso Barão de Ponte Alta Parte do processo sobre a escrava Maria Rita da Primeira Vara Criminal de 1886. Acervo: SAPU.               Maria Rita, escrava, vivia na sesmaria de Ponte Alta de Antonio Eloi Cassimiro de Araújo Bruoswik, o Barão de Ponte Alta, no ano de 1886 , pouco antes da Abolição.             Sesmaria era a forma como o governo português administrava as propriedades no Brasil Colônia e que perdurou por um curto período no Império. Era uma imensidão de terra onde está assentada atualmente a cidade de Uberaba.             Na Europa do tempo dos imperadores, os membros da família imperial, os nobres, administravam de forma vitalícia as vilas, arraiais e

"Ações educativas" da Superintendência do Arquivo Público realiza novas atividades

Imagem
O projeto Ações Educativas Itinerante visitou no dia 06/03 a Escola Municipal Terezinha Hueb, onde foi apresentada uma palestra pela servidora da instituição Luzia Rocha sobre o trabalho desenvolvido pela Instituição e a  importância da guarda e da preservação de documentos arquivísticos. No dia 07/03, a Escola Castelo Branco, enviou cerca de 20 alunos, que mais uma vez puderam explorar uma excelente experiência educacional pelo projeto na instituição. Ações Educativas Itinerante na Escola Terezinha Hueb. Alunos da Escola Castelo Branco durante visita a Superintendência do Arquivo Público de Uberaba.

DOCUMENTO EM DESTAQUE: ORIGENS DE UBERABA

Imagem
O Decreto Régio de 02 de março de 1820 que fundou a Freguesia de Santo Antônio e São Sebastião de Uberaba Durante os anos de 1990, por meio de uma análise pormenorizada, historiadores do então Arquivo Público de Uberaba, buscando atender reivindicações para mudanças da data de aniversário da cidade, realizaram um esforço em mudá-la. Anos atrás, o dia 02 de maio era a data oficial do aniversário de fundação da cidade. Esta data foi escolhida reportando-se à fundação da Vila, em 1836. Hoje, o dia oficial é o 02 de março, data do decreto régio que estabeleceu a criação da  Freguesia de Santo Antônio e São Sebastião de Uberaba.      É consensual entre os historiadores que a formação das freguesias é o que, na maioria das vezes, determina o futuro caráter dos municípios e, em Uberaba isso não foi diferente. Ao fundar uma freguesia, estava-se institucionalizando o poder do Estado através de atividades legais exercidas pela Igreja, tais como: acesso ao batismo, ao casamento, ao am

Superintendência do Arquivo Público de Uberaba recebe alunos da Escola Castelo Branco

Imagem
Cerca de 25 alunos do 7 º ano, turno vespertino da Escola Estadual Castelo Branco, acompanhadas da professora de História e pedagoga, visitaram a Superintendência do Arquivo Público de Uberaba com o objetivo de ampliar os conhecimentos sobre história de Uberaba e região através do acervo documental da instituição. A visita é uma das ações do projeto "Ações Educativas" desenvolvido pela Superintendência do Arquivo Público, conduzido pela servidora Luzia de Fátima Rocha.

LANÇAMENTO DOS E-BOOKS - 01 de Março de 2018

Imagem
O lançamento dos e-books: "História de Uberaba e a Civilização do Brasil Central" - De Hildebrando Pontes, 1ª Edição E-book, 600 páginas - Ano 2018 e o Álbum Fofográfico "Uberaba Revisitada 1820-2000", com 208 imagens que retratam Uberaba e seus aspectos urbanísticos, de transporte e sociais. Para acessá-los, na íntegra, basta clicar no livro preferido abaixo:                 O evento ocorreu no Gabinete do Prefeito, Paulo Piau, no dia 01/03/2018 às 10h, e contou com a participação da Academia de Letras do Triângulo Mineiro, alunos da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Servidores da PMU, Historiadores, Vereadores, Secretários Municipais e outros convidados. Veja as fotos na galeria.

02 de março: Reflexões sobre as origens Freguesia de Santo Antônio e São Sebastião de Uberaba em 1820 até os anos de 1960

Imagem
Para entender a formação da Freguesia de Santo Antônio e São Sebastião de Uberaba é necessário uma breve explicação a respeito do local exato onde ela se instalou. Com a expansão das fronteiras de exploração a oeste do Desemboque, em 1806, o sertanista José Francisco de Azevedo instalou um pequeno núcleo colonial nas cabeceiras do Ribeirão do Lageado (dos Ribeiros). Este núcleo era formado por algumas dezenas de cabanas habitadas por colonizadores emigrados do Julgado de Nossa Senhora do Desterro do Desemboque. Os índios aldeanos, por sua vez, viviam às margens do córrego dos Lages, na aldeia conhecida como Uberaba Falsa. [1] O núcleo de colonizadores, que distava cerca de 15 km da aldeia, ficou conhecido como Arraial da Capelinha (ou Lageado), sendo ali instalada por invocação de Santo Antônio e São Sebastião.                                                                                        Figura 1. Fonte:Lourenço, 2002       Segundo Fontoura, em 1809, o Sargento-