segunda-feira, 3 de junho de 2013

Cultura e História do Meu Bairro levam alunos à Superintendência de Arquivo Público



Alunos das escolas participantes do Projeto Cultura a História do Meu Bairro estão em plena atividade e, uma delas, é a visita à sede do Arquivo Público de Uberaba (APU). Em todas as visitas os alunos conhecem o espaço físico do APU, assistem a um breve filme sobre a história de Uberaba e tem contato com alguns documentos sobre a história do bairro a que eles pertencem e da escola. 
Esse ano as visitas foram mediadas por Aline Mariscal dos Santos, Cintia Gomide Tosta, João Eurípedes de Araújo e Vinicius Prado de Almeida, da equipe da Superintendência, e para o registro fotográfico estiveram presentes Lilia Coelho e Tamires Barbosa, da equipe do Instituto Agronelli de Desenvolvimento Social (Iades).


 Veja algumas peculiaridades do que aconteceu:

Escola Estadual Prof. José Macciotti
A atividade foi realizada em uma única manhã com as duas turmas que irão pesquisar o bairro de Lurdes. Eles visitaram os departamentos do APU, viram algumas fotos antigas sobre o bairro e a escola, manusearam documentos antigos através do uso de luva e máscaras, viram fotos antigas da cidade, jornais da hemeroteca, o decreto de fundação do bairro e também assistiram ao filme sobre a História de Uberaba. Após esse momento foi feito uma reconstituição com os alunos do que eles perceberam.


Escola Estadual Carmelita Carvalho Garcia
A escola montou duas equipes para participar do projeto e as turmas foram à Superintendência de Arquivo em momentos diferentes.
A atividade se iniciou com uma visita aos departamentos da instituição e posteriormente foi exibido o filme sobre a história de Uberaba, onde os alunos puderam discutir sobre o filme, a função do Arquivo Público e a importância da pesquisa. De acordo com a assistente de desenvolvimento de projetos, Lilia Coelho, ficou perceptível na turma pesquisadora alguns aspectos como curiosidade, perspicácia e envolvimento. “Os alunos puderam aprender bastante nessa visita, manusearam documentos antigos com luvas e máscaras e se aproximaram mais da sua própria história, com certeza eles voltaram para a escola com muitas ideias para desenvolver o trabalho”, completa.

Segunda visita


A visita proporcionou aos alunos que eles conhecessem o armário deslizante, que foi adquirido pelo APU. Este equipamento proporciona uma maior preservação dos documentos, protegendo da umidade e possíveis incêndios, como explicou um dos técnicos APU durante a visita.  Os estudantes também passaram pelo departamento que contém os arquivos pessoais, e pelo armário que contém os áudios de gravações de entrevista, músicas e etc. “Cada visita que realizamos no APU é única, tem as suas peculiaridades, devido à turma e ao objeto de pesquisa que muda. Essa visita foi muito rica em detalhes, os alunos puderam aprender bastante”, finaliza a coordenadora Tamires.

E. E. Leandro Antônio de Vito


A escola está participando do projeto há 05 anos. Esse ano o objeto de estudo dos alunos é o Jardim Bela Vista. Para desenvolver a pesquisa foi selecionada uma turma, com alunos do 06º ao 09º ano. Os alunos passaram pelo galpão que contém os arquivos do município, os arquivos que fazem parte do acervo permanente (atas, escrituras, livro de caixa), viram o armário deslizante que foi adquirido pelo APU para aumentar a conservação dos documentos, viram fotos antigas da cidade e discutiram sobre as mudanças, viram atas e jornais antigos da hemeroteca, onde puderam perceber o quanto esses documentos estão deteriorados. Assistiram ao filme que conta a história de Uberaba, e discutiram sobre os aspectos de criação e desenvolvimento da cidade de Uberaba. “Um aspecto interessante da turma selecionada, é que dentre os alunos, alguns já participaram do projeto, outros não, e há ainda alunos que acabaram de mudar para Uberaba”, conta Tamires.


E. E. Bernardo Vasconcellos visita sede do APU
A escola está desenvolvendo o projeto com duas turmas do terceiro ano do ensino médio e realizou a visita em dois momentos diferentes.

Primeira visita
O comportamento dos alunos foi de muito envolvimento com o projeto, visitaram todos os departamentos do APU, tiveram contato com fotos antigas do bairro, e com alguns jornais da hemeroteca. Ao fazer uma breve análise desses jornais eles perceberam uma mudança na linguagem e nas propagandas. Houve também uma discussão sobre a função do APU e a importância da história para conhecer e modificar o presente, como conta a coordenadora do projeto. Logo depois viram um filme sobre a história de Uberaba e debateram sobre o mesmo. “Um aspecto interessante dessa primeira visita é que os pesquisadores questionaram a viabilidade de guardar documentos ‘velhos’ e de se gastar tanto dinheiro para conservá-los, porém ao longo da visita eles puderam perceber o valor de tais documentos que não contam a história de algo que nos é alheio, mas sim a nossa própria história”, relata Tamires.

Segunda visita
Os alunos já haviam iniciado a pesquisa sobre o Costa Telles I, ao passar pelos departamentos do APU se mostraram atentos e questionadores. Viram o galpão que guarda os documentos administrativos da prefeitura, passaram pelo arquivo fotográfico e do titulo de eleitor, conheceram o armário deslizante, as fotos da cidade, os arquivos privados e sonoros e manusearam os documentos antigos. Após esse momento eles fizeram uma recapitulação dos departamentos que conheceram e assistiram ao filme sobre a história de Uberaba, onde puderam discutir sobre a importância da pesquisa, como ferramenta para transformar a realidade.






Nenhum comentário: